fbpx
Home / Curiosidades / 4 cuidados fundamentais para minimizar a desvalorização do seu carro

4 cuidados fundamentais para minimizar a desvalorização do seu carro

A desvalorização do carro é algo que afeta diretamente o seu valor na hora da venda. 

Por ser algo inevitável, muitos motoristas se perguntam quais os cuidados necessários para não perder tanto desse valor.

O efeito de desgaste que causado de forma natural pelo uso, é o fator principal para que o veículo fique desvalorizado. Mas não fica só nisso e outras questões acabam aparecendo. 

Pontos como quilometragem, idade, modelo e até mesmo a cor do automóvel podem ser questionadas na hora de calcular o seu valor. 

Porém, existem alguns cuidados que podem ajudar ao seu veículo a não depreciar tanto e ter um valor mais justo para a revenda. Confira as dicas a seguir:

1) Não deixe de fazer as revisões

Esse será um ponto chave na hora da negociação do veículo, porque mostra que houve zelo por parte do proprietário

É um sinal de que o carro foi bem cuidado, passou por todas as revisões necessárias e, por isso, precisou menos de manutenções. 

Desta forma, sempre guarde os comprovantes de revisões com você e anote o histórico no manual. Mesmo que você não seja o primeiro dono, mantenha os comprovantes das manutenções feitas anteriormente com você.

Somente assim você consegue comprovar que houve todo um cuidado preventivo com o veículo e mostrar ao comprador essa atenção. 

2) Se preocupe em manter peças e equipamentos originais

Não é errado você trocar um ou outro item para deixar o carro com o seu jeito. Porém, essa troca pode gerar uma desvalorização mais rápida do veículo. 

Alguns motoristas gostam de equipar o carro com rodas, engates e outros adereços de customização. Normalmente, essas mudanças incluem itens que não são originais de fábrica e acabam depreciados com mais agilidade, comprometendo o valor do carro.

Quanto mais o proprietário conservar as partes originais do veículos, maior é a garantia de conseguir um preço próximo a tabela. 

Caso você tenha feito alguma alteração no seu carro que possa desvalorizado para a venda, recomenda-se tirar todas as mudanças. 

3) Preserve a lataria, estofado e partes plásticas

É bastante comum que os carros sofram pequenas avarias (arranhões e partes amassadas), ainda mais circulando em grandes metrópoles como São Paulo. 

Mesmo que sejam imperceptíveis, esses danos comprometem o valor de revenda. Como não há muito o que fazer para ser evitado, é importante que você tenha consciência que essas avarias precisam ser reparadas antes de vender. 

No entanto, não é apenas a parte externa que pode ser danificada. O interior também está sujeito a sofrer pequenas avarias. 

Sobretudo para quem tem crianças ou animais de estimação, que costumam andar no carro. O estofado, por exemplo, pode acumular resíduos líquidos, ser rasgado, entre outras questões.

Isso provoca uma ação mais rápida do desgaste natural aos bancos. No caso das partes plásticas, podem ser arranhadas e ter marcas de uso. 

Nestes casos, é fundamental que o estofado e o carro em si sejam higienizados com frequência, evitando o acúmulo de resíduos entre os bancos e a depreciação do veículo. 

Vale ressaltar que se você tem bancos de couro, a preocupação redobra.  A limpeza deve ser feita com produtos específicos para mantê-lo hidratado, se não ele pode ressecar e até mesmo rachar.

4) Guarde manuais e chaves reservas

Pode parecer besteira, mas ambos os itens são diferenciais para valorizar o seu carro. Assim como realizar as manutenções em dia, ter em mãos o manual e as chaves mostra que você foi cuidadoso. 

O manual é algo esquecido pelos proprietários, afinal seu uso é quase nulo se comparado a outras partes. 

Guardá-lo demonstra que você teve atenção aos detalhes mínimos do veículo. Além disso, é nele que serão anotadas todas as revisões como falamos na primeira dica desta lista. 

Sobre a chave reserva nem é preciso falar muito, já que ela está ali para um caso emergencial. 

Assim sendo, ambos são um grande trunfo para a negociação e conseguir um valor justo para o seu carro. Então se atente a isso.

Vale lembrar que o desgaste é algo inevitável, mas você pode usar essas dicas para não torná-lo tão rápido. São cuidados bastante simples e que serão essenciais para que o seu carro mantenha-se valorizado no mercado. 

Está interessado em vender o seu carro, mas não sabe se foi cuidadoso o suficiente para que ele não desvalorizasse tanto? Você pode consultar quando o seu carro vale hoje com uma avaliação no Avalie Melhor. Clique no botão abaixo e conheça um pouco mais sobre nossos serviços. 

Verifique também

Carro seminovo: 4 razões para vendê-lo com até 5 anos de uso

Algumas pessoas sentem que é hora de desapegar do veículo quando ele passa a ir …