fbpx
Home / Curiosidades / Carro seminovo: 4 razões para vendê-lo com até 5 anos de uso

Carro seminovo: 4 razões para vendê-lo com até 5 anos de uso

Algumas pessoas sentem que é hora de desapegar do veículo quando ele passa a ir com mais frequência ao mecânico. Mas, o motivo para vender um carro seminovo vai um pouco mais a fundo e não se resume apenas a isso. 

 

apresentação-carro-seminovo

 

Nem todo mundo tem essa noção de quando é o melhor momento de vender o automóvel. Por conta disso, quando decide vender, acaba perdendo muito na negociação, afinal o carro desvaloriza.

 

Antes da venda, é importante que o proprietário avalie de forma geral o automóvel. Nisso ele deve considerar a relação que tem com o carro, aspectos financeiros e a satisfação pessoal para com aquele bem. 

 

Pensando nisso separamos algumas razões para que você troque de carro com no máximo 5 anos de uso. Acompanhe abaixo para conhecê-las.

 

1) Gastos anuais

 

Todo carro possui um valor de venda, que é calculado pela tabela FIPE. Ele também possui valores que referem aos gastos que dá anualmente. 

 

Neste cálculo costumam entrar o seguro, taxas e impostos (IPVA, licenciamento, DPVAT) e a manutenção. 

 

É viável manter o carro enquanto seus gastos com manutenção não ultrapassam 10% de seu valor integral. A partir disso, está na hora de começar a pensar em vender o seu seminovo. 

 

2) Desvalorização 

desvalorização-seminovo

Ao sair da concessionária, o carro já começa a ser desvalorizado e perde o status de 0 km. Isso porque ele começa a rodar e ser usado. 

 

Carros novos perdem bem mais o seu valor do que aqueles já considerados usados. Nos dois primeiros anos, a desvalorização do veículo é bem mais acentuada do que nos próximos anos. 

 

Em geral, a partir do terceiro ano o carro perde cerca de 10% de seu valor, porém de uma forma mais estabilizada. É nesse período que ele é considerado ainda como um carro seminovo, do quarto ano em diante, já é classificado como usado. 

 

3) Alta quilometragem

 

Atrelado a manutenção, quando mais o carro roda, maiores são as chances de precisar de um mecânico. Ao atingir a marca de 100.00 km rodados, a frequência de visitas nas oficinas aumenta e se torna rotineira. 

 

Porém, muitos motoristas acreditam que depois dos reparos, o carro está como novo e não é bem assim. 

 

No geral os carros têm de 3 mil a 4 mil itens em sua composição e é praticamente impossível chegar nessa quilometragem sem apresentar defeitos. Tanto é, que a partir dos 100 mil km, o carro tem muito mais chances de quebrar. 

 

Pelo tempo de uso, o carro tem mais problemas em sua estrutura. 

 

Mas isso não quer dizer que parado ele não apresentará nenhum defeito. Em ambos os casos, carro não está ileso de apresentar problemas, por isso vendê-lo antes dos 5 anos é o mais indicado. 

 

4) Sinais do mercado

sinais-do-mercado

Em alguns casos, o motorista pode não ter vontade de vender ou trocar seu carro, sendo ele seminovo ou usado. Mas, o mercado apresenta sinais de que isso precisa ser feito, então é necessário atenção. 

 

É possível que haja uma desvalorização repentina no modelo, por conta de uma atualização, por exemplo, assim como a saída de linha daquele carro, a troca de geração do modelo e alguns outros fatores. 

 

São indicativos de que o carro já não vale tanto no mercado e que está na hora vendê-lo. Nessas situações, o preço do veículo tende a cair, ainda mais se ele for seminovo, cuja a desvalorização é mais rápida.

 

Você se encaixa em algum desses motivos? Então pode ser que está na hora de pensar em vender o seu carro. Aqui no blog da Avalie Melhor você encontra tudo sobre o mercado e as principais dicas para cuidar o seu carro. Quer saber mais? Clique no botão abaixo.

 

botão-avaliação-cta

Verifique também

como-vender-seu-carro-sem-perder-dinheiro

Como vender seu carro sem perder dinheiro

Chegou a hora de vender seu carro usado e você quer deixar o veículo mais …